Palestra da CIC Teutônia com Eduardo Tevah reúne mais de 600 pessoas

Mais de 600 pessoas participaram da 13ª edição do evento alusivo ao Dia do Comerciante organizado pela CIC Teutônia. A programação lotou a Associação da Água do Bairro Languiru na noite de 16 de julho e teve como palestrante o empresário e escritor Eduardo Tevah, que abordou o tema “Os novos desafios dos vendedores de sucesso”.

Evento lotou as dependências da Associação da Água na noite de 16 de julho (Fotos: Leandro Augusto Hamester)

Nas boas-vindas, o vice-presidente do Comércio da CIC, Robson Souza, qualificou a programação como “uma grande noite de aprendizado”, enaltecendo a importância do setor para a economia teutoniense. “Dos 493 associados da nossa entidade, 254 são do ramo do comércio”, enumerou. O prefeito Jonatan Brönstrup igualmente parabenizou os comerciantes pela sua data. “São profissionais que, apesar de todas as dificuldades da economia, continuam acreditando e trabalhando com afinco por dias melhores”, acrescentou.

O 13º Dia do Comerciante contou com o patrocínio máster de Supermercados Languiru e Sicredi; patrocínio ouro de Teutogran Mármores e Granitos, Certel Artefatos de Cimento, Depositar, Mais Engenharia, RM Automotive, Imperium Center Parts, Glinda 48 Gallery e Posto da Dani.

Novos tempos

Para Tevah, os novos tempos são caracterizados por três fenômenos importantes: primeiro, nunca se teve tanta concorrência, nunca se abriu tantas empresas, nunca o mundo foi tão plano, um mundo digital; segundo, nunca o comprador foi tão bem informado, ele até pode não comprar pela internet, mas pesquisa pela internet antes de comprar; e terceiro, boa parte das pessoas, hoje, diz que prefere não ser atendida por um vendedor, preferem antes olhar sozinhos para então chamar por um vendedor.

Vice-presidente do Comércio da CIC, Robson Souza

Diante desses desafios, o palestrante elencou os atributos e como trabalha o novo profissional em vendas. “O primeiro desafio é mostrar acolhimento, infelizmente em muitos lugares onde você chega para comprar, parece que as pessoas eram mais felizes antes de você chegar. A segunda necessidade é termos verdadeiros especialistas naquilo que vendem, se for um conhecedor médio, está fora do jogo. O terceiro grande desafio de vendas é técnico, com o vendedor tendo a capacidade de criar valor antes de dar preço. Para construir valor é preciso mostrar os diferenciais do produto e do serviço”, apontou.

Prefeito de Teutônia, Jonatan Brönstrup

Tevah também estimou os profissionais com atitude e comprometimento. “São qualidades em falta, precisamos de pessoas que cheguem no seu trabalho dispostas a fazer o seu melhor. Assusta a quantidade de pessoas que trabalham se economizando, gente que espera para dar o seu melhor num dia no futuro, um dia que talvez nunca chegue. A vida só oferece um amanhã melhor para quem aprende a valorizar o que tem hoje”, filosofou.

Marco de profissionalização

Tevah enalteceu o trabalho da CIC e a organização do Dia do Comerciante. “Eventos como esse são decisivos para profissionalizarmos a área de vendas. Profissionais qualificados serão cada vez mais valorizados e melhor remunerados no mercado. Esse evento reúne os proprietários de empresas com as suas equipes, num momento especial de integração do gestor com os funcionários. A CIC é marco de profissionalização, e é esse trabalho que precisamos que entidades representativas desse porte oportunizem”, finalizou.

Empresário, escritor e palestrante Eduardo Tevah: cinco livros, mais de 300 mil exemplares vendidos

TEXTO – Leandro Augusto Hamester