Prefeitos e lideranças do Vale do Taquari, representantes de hospitais, empresários, Codevat e Univates participaram de reunião virtual coordenada pela Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari. Em pauta, preocupação com a permanência da região na zona vermelha para o Covid-19 (Coronavírus), segundo classificação do Governo do Estado, o que amplia as restrições de atuação econômica.

O presidente da CIC Teutônia, Airton Roque Kist, acompanhou o encontro. A discussão esteve centrada na disponibilidade de leitos de UTI para o Vale do Taquari. “Alinhamos uma série de ações, principalmente na busca de esclarecimentos por parte do Estado quanto aos critérios de classificação e auxílio na superação da fase constrangedora que estamos submetidos como região. A partir das discussões, foi elaborado ofício encaminhado ao governo estadual, além de iniciativas e medidas adotadas como prioritárias e que buscamos o apoio de entidades estaduais”, avaliou Kist.

O ofício endereçado ao governador Eduardo Leite e assinado pelo presidente da CIC Vale do Taquari, Ivandro Carlos Rosa, demanda a realização de audiência. “Compreendemos que as medidas restritivas são importantes, porém as novas regras de distanciamento controlado estão afetando o comércio e as indústrias da região, com a redução nos negócios, problemas de faturamento e o aumento significativo no quadro de demissões em diversos setores”, menciona o documento, reiterando preocupação com a disponibilidade de leitos de UTI na região. “Queremos solicitar auxílio por parte do Governo do Estado na viabilização de novas unidades de tratamentos intensivo. Precisamos saber quais os investimentos e recursos de saúde que serão destinados para a região.”

TEXTO – Leandro Augusto Hamester