Whatsapp: 51 99538-5080

Telefone: 51 3762-1233

Ações socioambientais alertam para a necessidade da destinação correta de resíduos

Mutirão coleta sete toneladas de lixo ao longo da rodovia ERS-128 e voluntários recebem 905 itens de lixo eletrônico para o descarte consciente

Duas importantes ações socioambientais movimentaram Teutônia na manhã do dia 21 de novembro e chamaram a atenção para a destinação correta de resíduos. Ao longo de 11 quilômetros da rodovia ERS-128 (Via Láctea), voluntários coletaram sete toneladas de resíduos por meio da Ação Consciência Limpa. Enquanto isso, no Pavilhão Multiuso do Centro Administrativo, 905 eletrônicos tiveram a sua destinação correta por meio da Ação de Descarte Consciente de Lixo Eletrônico.

Consciência Limpa

A 3ª Ação Consciência Limpa mobilizou em torno de 45 voluntários. Divididos em grupos, eles percorreram a rodovia desde a interseção com a RSC-453 (Rota do Sol) até a divisa com Fazenda Vilanova (acesso à localidade de Posses). Numa primeira análise, parecia haver pouco lixo, afinal, há dois anos houve ação semelhante no local. No entanto, nos primeiros metros, a realidade já se mostrou diferente.

Mutirão coletou sete toneladas de resíduos na ERS-128 (Foto: Édson Luís Schaeffer)

Escondida entre a vegetação, a quantidade de lixo e tipo de materiais encontrados novamente surpreendeu. Móveis, eletrodomésticos, lonas, animais mortos dentro de sacos ou sacolas, pneus, muitas garrafas de água ou outras bebidas, medicamentos, restos de veículos, entre inúmeros outros, foram encontrados, somando sete toneladas de resíduos (em 2018 foram 10 toneladas, mesma quantidade coletada em 2019 ao longo da ferrovia).

Para os voluntários, o sentimento de ter feito a diferença e, ao mesmo tempo, o pensamento de que a população ainda não entendeu a necessidade da correta destinação do lixo. Afinal, além do risco ambiental, muitos materiais recolhidos eram potenciais criadouros de vetores, entre eles o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya.

A Ação Consciência Limpa é uma realização da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e do Conselho Municipal de Meio Ambiente, com o apoio do Leo Clube Teutônia, das demais secretarias municipais, além da Vigilância Sanitária, entidades e empresas representadas no Conselho. Este ano, a ação ainda contou com a participação de voluntárias do Instituto Lixo Zero Brasil, que na Semana do Lixo Zero, realizada em 175 cidades, impactou mais de 1,5 milhão de pessoas.

Lixo eletrônico

Na ação de descarte consciente de lixo eletrônico, iniciativa que integra o movimento socioambiental teutoniense Revive Boa Vista, em sua 11ª edição, centenas de eletrônicos, como televisores, rádios, telas de computador, entre outros, além de sucatas, cartões magnéticos, celulares, baterias e óleo de cozinha foram coletados junto ao Pavilhão Multiuso.

Ação de descarte de lixo eletrônico ocorreu no Pavilhão Multiuso (Foto: Leandro Augusto Hamester)

A quantidade coletada igualmente surpreendeu. Foram dois furgões lotados de materiais recolhidos por empresa especializada, que dará o destino final correto. Com isso, esses materiais não contaminarão o Meio Ambiente. Eletrônicos recolhidos ao longo da ERS-128 também foram remetidos à destinação correta.

Em números, a ação de descarte de lixo eletrônico recebeu 905 itens. Entre esses, destaque para 159 aparelhos de telefone e celulares e 35 carregadores de bateria, 90 cabos, 77 televisores e 73 controles remoto, 41 teclados, 32 rádios, 30 CDs, 29 roteadores, 26 receptores, 20 calculadoras e 257 litros de óleo.

A ação é uma iniciativa da Unidade Parceiros Voluntários de Teutônia, com apoio do Município de Teutônia e das mantenedoras da ONG (CIC, Certel, Couros Bom Retiro, Seccare, Cooperativa Languiru e Sicredi Ouro Branco).

Ações simultâneas que dão visibilidade à consciência ambiental

Pela primeira vez as ações ocorreram de forma simultânea, o que foi visto de forma assertiva pelos organizadores. “A parceria na realização das duas ações simultaneamente foi muito bem-vinda e acertadíssima, uma vez que, em virtude da grande movimentação de voluntários, conseguimos dar maior visibilidade na promoção da consciência ambiental e ecológica. Mas, para o nosso Meio Ambiente é urgente que cada um faça sua parte descartando seu lixo de forma correta e consciente”, coloca a vice-presidente da CIC Teutônia, Tânia Schardong, que representa a entidade no Conselho Municipal do Meio Ambiente.

O secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Rudimar Cerutti, da mesma forma, avalia positivamente as duas ações ocorrendo concomitantemente. “Mostramos que juntos podemos fazer a diferença em Teutônia e, assim, inspirar outros municípios. O ideal seria não haver a necessidade de ações como essas, pois é preciso que cada cidadão faça a sua parte. É um trabalho de ‘formiguinha’, mas acredito que vamos colher bons frutos. Nesse sentido, os voluntários são parte deste processo de criação de uma nova consciência”, frisa.

Falando especificamente da ação de descarte de lixo eletrônico, Tânia coloca que a iniciativa superou as expectativas. “A comunidade realmente compareceu e colaborou, trazendo seus descartes até o nosso ponto de coleta. Estamos muito satisfeitos com o resultado e agradecemos a todas as pessoas que participaram. Acreditamos que ainda temos muito trabalho de conscientização pela frente e esperamos que a comunidade nos apoie e coopere cada vez mais para o bem de nossa natureza”, sublinha.

Cerruti, ao falar da ação Consciência Limpa, coloca que a quantidade de lixo novamente surpreendeu. “Mesmo após a primeira edição da campanha, em 2018, sabíamos que havia lixo ao longo da rodovia e, por isso, reeditamos a ação. Mas, não tínhamos ideia que a quantidade de lixo seria tamanha, novamente. Por isso, convocamos toda a população para fazer a sua parte, começando pelos seus terrenos. Cada um fazendo um pouco, teremos grandes resultados. A Ação Consciência Limpa é a prova disso.”

Com os resultados das duas ações, a certeza é uma: o trabalho de conscientização não pode parar. “É de extrema importância a continuidade de um trabalho constante de conscientização da população para que não jogue seu lixo nas ruas e nas margens das rodovias. É inadmissível, vergonhoso e triste noticiarmos uma coleta de sete toneladas de lixo acumulado num trajeto de somente 11 quilômetros”, pontua Tânia.

O secretário reforça a necessidade da população fazer a sua parte. “O problema do lixo não acaba quando você o tira de sua casa. Se você destina incorretamente o lixo, você está contribuindo com uma série de danos ao Meio Ambiente, além de criar lugares propícios para que mosquitos e outros animais, muitos deles peçonhentos, possam se desenvolver. Lembre-se que o lixo que você joga em lugar qualquer é o criadouro do mosquito que vai te incomodar amanhã”, adverte Cerutti.

TEXTO – Édson Luís Schaeffer e Leandro Augusto Hamester

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa  Política de Privacidade .