Whatsapp: 51 99538-5080

Telefone: 51 3762-1233

Coronavírus – Comércio na expectativa por reabertura na segunda-feira

Governo do Estado deve anunciar volta da cogestão e estabelecimentos poderiam voltar a atender a partir do dia 22 de março

O Governo do Estado deve anunciar novos protocolos do modelo de distanciamento controlado na pandemia. A expectativa é de que seja retomada a cogestão, a partir da qual regiões com a bandeira preta, como é o caso do Vale do Taquari, podem adotar medidas mais flexíveis preconizadas na bandeira vermelha já na próxima segunda-feira, dia 22 de março.

A abertura do varejo não essencial poderá ocorrer nas cidades em que os prefeitos aderirem à cogestão, observados os indicadores locais da Covid-19. Entre as possibilidades:

– atendimento do comércio não essencial de segunda a sexta-feira, até às 20h (entrada até às 19h);

– atendimento de restaurantes, bares e lanchonetes sem restrição de dias da semana, até às 17h (entrada até às 16h);

– atendimento de hotéis e alojamentos com lotação máxima de 50% com Selo Turismo Responsável e 30% sem Selo Turismo Responsável;

– manutenção do fechamento de atividades das 20h às 5h até o dia 30 de março (regra, inclusive, que deverá vigorar por mais tempo, nos fins de semana de todo mês de abril;

– cogestão vedada para a educação (regiões com bandeira preta não poderão retornar às aulas presenciais).

O Estado continua analisando adequações de protocolos para as demais atividades e reafirma medidas essenciais para todas as atividades: uso obrigatório e correto de máscara, cobrindo boca e nariz; distanciamento interpessoal; higienização das mãos e das superfícies com álcool 70 ou similar; e ventilação cruzada (janelas e portas abertas) e/ou sistema de renovação de ar.

Em entrevista ao programa Jornal do Almoço, da RBS TV, desta quarta-feira, dia 17, o governador Eduardo Leite falou da expectativa de redução da ocupação de leitos hospitalares, uma demonstração da redução do contágio. “Estamos na terceira semana de restrição, mas o fôlego econômico é curto, não se sustenta por muito mais tempo. Com o início de uma curva descendente, vamos iniciar com uma abertura lenta e gradual, com muitas regras e fiscalização. Estamos analisando os dados, se houverem indicadores suficientes de que estamos com redução da taxa de contágios, podemos evoluir para, no fim de semana, determinar esse passo para a retomada da cogestão”, respondeu.

Governador Eduardo Leite (Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini)

A reabertura do comércio não essencial integra esforço coletivo de entidades empresariais, como da CIC Teutônia, pelo retorno da economia. “Ainda dependemos da publicação do novo decreto estadual, mas havendo essa possibilidade de reabertura a partir da próxima segunda-feira, os empresários devem se preparar para esse retorno. Há muitos empreendimentos com equipes em férias e possivelmente será necessária uma reorganização. Nunca vimos os comerciantes tão apreensivos como neste momento. É necessário nos unirmos e auxiliar na retomada das atividades, sem descuidar das medidas de segurança para a saúde de todos”, frisa o vice-presidente do Comércio da CIC, Samuel Maders.

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa  Política de Privacidade .