Whatsapp: 51 99538-5080

Telefone: 51 3762-1233

Empreendedores do ramo de alimentação clamam por ajuda

Na tarde de sexta-feira, dia 05 de março, atendendo solicitação de empreendedores do ramo de restaurantes de Teutônia, a CIC organizou encontro do grupo com o Executivo Municipal e Vigilância Sanitária. Em pauta, detalhamento da situação de extrema dificuldade enfrentada pela categoria, com pedido de auxílio à Municipalidade e à entidade empresarial, defendendo a flexibilização de atuação diante da bandeira preta do modelo de distanciamento controlado da Covid-19.

Entre as sugestões dos proprietários desses estabelecimentos, atendimento mínimo de 30% a 40% da capacidade, contribuindo para a não aglomeração de pessoas. A solicitação parte dos empreendimentos instalados na área urbana, contemplando clientes que necessitam almoçar fora de casa, ao mesmo tempo em que possibilitaria receita mínima aos restaurantes, que lutam para manter suas portas abertas, pagar seus funcionários e cumprir com seus compromissos financeiros.

Realizada na sede da entidade, a reunião também contou com a participação da vice-prefeita Aline Röhrig Kohl e do assessor jurídico do Poder Legislativo, advogado Gustavo Gewehr.

Ofício à Promotoria

A CIC levou o apelo à Promotoria de Justiça de Teutônia, expondo a difícil situação econômica, com o intuito de encontrar alguma possibilidade de flexibilização mínima para o setor. O ofício endereçado ao Promotor de Justiça, Jair João Franz, é assinado pelo presidente da entidade, Airton Roque Kist. Como medida de segurança e prevenção à saúde, o documento não pode ser entregue pessoalmente e, por isso, encaminhado por meio digital.

“A CIC Teutônia desde já agradece e tem a clareza da importância do trabalho conjunto que se faz necessário no enfrentamento à pandemia da Covid-19, assim como da severa crise econômica que enfrentamos em decorrência do vírus”, encerra o ofício.

Reunião presencial considerou todos os cuidados e protocolos de segurança, com o distanciamento, uso de máscaras e higienização com álcool gel (Foto: Divulgação CIC Teutônia / Rafaela Schulte)

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa  Política de Privacidade .